Jeep Wrangler 4xe roda até 40 km em modo elétrico

Utilitário híbrido mescla um motor a gasolina com dois motores elétricos, que geram 350 cv e 61 kgf.m de torque

Acredite se quiser, até o Jeep Wrangler ganhou uma versão híbrida. Chamada de 4xe, ela pode rodar até 40 km em modo elétrico e começará a ser vendida em 2021. Antes de mais nada, vale ressaltar que, apesar da eletrificação, o jipão não perdeu qualquer tipo de aptidão off-road. Dito isto, podemos seguir.

Visualmente, o Wrangler 4xe traz pequenos detalhes exclusivos. O modelo utiliza um tom azul claro para diferenciar as versões eletrificadas das convencionais. Ele está presente nos adesivos da carroceria e também nas costuras dos bancos.

Por dentro, as mudanças se restringem às teclas de acionamento do sistema elétricos e aos mostradores na central multimídia, que informam qual tipo de propulsão está sendo usado.

Porém, o grande diferencial do Jeep Wrangler 4xe, claro, está debaixo do capô. O modelo mescla o tradicional motor 2.0 turbo a gasolina com dois pequenos propulsores elétricos. Juntos, eles rendem 350 cv e 61 kgf.m de torque. O câmbio é automático de oito velocidades e a tração, claro, 4×4.

O conjunto de baterias de 400 volts vai montado debaixo do assento da segunda fileira. Dessa forma, de acordo com a Jeep, o espaço interno não muda e, ao mesmo tempo, as baterias ficam protegidas.

O Wrangler 4xe é capaz de rodar até 40 km em modo completamente elétrico. O consumo combinado pode superar a casa dos 20 km/l.

Sem previsão de ser vendido no Brasil, o Jeep Wrangler 4xe estará disponível nas versões Sahara e Rubicon, duas das mais extremas em aptidão off-road. O modelo chegará aos mercados europeu, chinês e norte-americano até o início de 2021, mas seus preços ainda não foram revelados. Para o Brasil, até agora, só o Renegade e o Compass híbridos estão confirmados.

//

Newsletter